quinta-feira, 8 de abril de 2010

Procurando

Procurei incansavelmente no quarto, na cama, no armário, na cozinha, dentro da bolsa, no banheiro, no quintal, na geladeira, no sofá, na caixa de tampinhas, no jardim, na garagem, na lavanderia, no corredor... Então, cansada e com o pouco de motivação que me restava, tive a brilhante idéia de espalhar cartazes pela cidade.
Em pouco tempo a cidade estava repleta de cartazes que perguntava o seguinte:
“Tempo, cadê você?”

Um comentário:

Riku disse...

Eu também tô procurando o meu. Você, por acaso, viu por aí?